SÍNTESE DO POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO DO PP/RS ELEIÇÕES 2014



Em 2014 teremos eleição para Governador/Vice, um Senador com dois suplentes (1° e 2°) e Deputados Federais e Estaduais.

Somos um Partido que honra as melhores tradições políticas, baseadas na valorização da pessoa, na ética e na qualidade de gestão. Um partido comprometido com a liberdade e a democracia. Um partido com a marca do social e do empreendedorismo.

Somos um partido grande e com raízes fortes em todos os municípios gaúchos. Basta verificar os números: 136 prefeitos, 115 vice-prefeitos e 1.168 vereadores. Temos uma representação qualificada no Senado através da Senadora Ana Amélia e somos respeitados pela atuação dos nossos seis Deputados Federais e sete Deputados Estaduais. É com esta base sólida e competente que vamos enfrentar as eleições gerais de 2014.

Ao analisar o cenário político gaúcho, dos últimos trinta anos, temos que considerar três aspectos: 1°) o nosso PP não conseguia repetir nas eleições majoritárias (Governo/Senado) os bons resultados obtidos nas eleições municipais e para Deputado; 2°) em 2010 quebramos esta sequência com a eleição da Senadora Ana Amélia, com mais de 3,4 milhões de votos. Esta eleição foi muito importante, e esta importância se renova, dia a dia, pelo marcante trabalho da Senadora Ana Amélia, cujos resultados são avaliados positivamente pela sociedade gaúcha; 3°) Nos últimos anos o Rio Grande do Sul foi governado pelos seguintes Partidos: PMDB (3 vezes), PT (duas vezes), PDT (uma vez) e PSDB (uma vez). Acreditamos, sinceramente, que é chegado o momento de retorno do PP ao governo do Estado. Temos liderança, qualidade política e administrativa para conduzir as mudanças que o Rio Grande precisa.

A eleição é geral (federal e estadual), mas o trabalho será municipalizado, pois é no somatório de votos de cada urna, em cada município que se medirá o sucesso do Partido. A grande estratégia do PP será o permanente diálogo com a base municipal e a valorização dos nossos candidatos da chapa majoritária e proporcional.

No tabuleiro político cujas peças começam a ser movimentadas, o PP/RS estabelece, além do respeito, lealdade e ética, alguns princípios com vista as eleições de 2014:

1°) O PP/RS considerando o tamanho e a qualidade de seu Patrimônio Político, apresentará CANDIDATURA PRÓPRIA E DE OPOSIÇÃO AO GOVERNO PETISTA DE TARSO GENRO;

2°) Além do objetivo da eleição majoritária o PP buscará fortalecer a nominata de seus candidatos(as) a Deputado Federal e a Deputado Estadual, pois temos certeza que poderemos e vamos aumentar a nossa representação na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa;

3°) Elaboração de um PROGRAMA PROGRESSISTA DE GOVERNO – PPG, capaz de traduzir com clareza o Rio Grande que temos e o Rio Grande que queremos. Um Programa que apresente um diagnóstico completo da realidade gaúcha e que informe o que fazer e como fazer.

4°) O protagonismo do PP/RS nas eleições de 2014 estará aberto ao diálogo e deseja coligações e parcerias desde que baseadas em ideias e projetos em favor de um Rio Grande melhor.

Para o PP/RS a eleição não será um plebiscito entre o presente e o passado. O que importa é o futuro. Apresentaremos aos eleitores um programa REALISTA, que será honrado pelo nosso governo. O desafio não é só definir a candidatura e, sim, definir as razões da busca do poder e como iremos enfrentar a realidade do Estado.

Buscaremos um Rio Grande economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente sustentável. Nosso programa de governo terá como base prioritária o significado de PP: PRIMEIRO AS PESSOAS e se sustentará em cinco eixos: Social, Econômico, Ambiental, Infraestrutura e Gestão/Finanças.

Neste sentido, o Partido Progressista desenvolverá suas ações internamente através do DIÁLOGO PROGRESSISTA, e na realização dos SEMINÁRIOS “AS MUDANÇAS QUE O RIO GRANDE PRECISA” com o objetivo de colher ideias e sugestões para a elaboração do Programa Progressista de Governo. A implementação se fará através de Comissão de Coordenação e Subcomissões Temáticas.

É cedo para fazer campanha, mas, não é cedo para começar a preparação das estratégias e das estruturas, principalmente a elaboração do PROGRAMA PROGRESSISTA DE GOVERNO.

O ano de 2013 será dedicado a elaboração do Programa Progressista de Governo e de preparação da estrutura de campanha. O resultado deste trabalho será apresentado no Congresso Progressista, nos dias 11 e 12 de abril de 2014. Lembramos que o importante não é andar ligeiro, mas no caminho certo.

Por tudo isso, nós, progressistas, vivemos um novo tempo. Um tempo que requer unidade, diálogo, dedicação e competência. Estes são ingredientes indispensáveis para a vitória.

No próximo ano, o Brasil será palco de dois importantes eventos: as eleições e a Copa do Mundo.

Não chegou, ainda, a hora do jogo, nem o da democracia nem o do futebol, mas já chegou a hora de preparar os times. Não é hora de jogar, mas é hora de treinar; Não é hora de fazer campanha, mas é hora de preparar a campanha. Para nós progressistas, chegou a hora do time entrar em campo, preparando-se para o jogo de 2014. Precisamos escalar nosso time, o time do 11 (veja a coincidência com o futebol), em todos os 497 municípios. Um time completo, com identidade e CPF. Um time que vai entrar em campo preparado e motivado. Que vai honrar a camiseta. Um time que vai jogar unido, com técnica e garra até as 17 horas do dia 05 de outubro de 2014.

Temos o dever de jogar coletivamente e não temos o direito de perder o jogo por diferenças de estilo ou por firulas pessoais. É bom lembrar sempre a frase de um famoso desportista: “Quanto mais eu treino, mais a sorte me ajuda”.

Finalmente, temos que ter presente que no campo democrático quem vai decidir a disputa são os eleitores, destinatário final de nossas ações. Isso requer de nossa parte respeito e seriedade nas propostas, e a necessidade de mostrar ao povo que não estamos no jogo para cumprir carnê. Portanto, o desafio não é só jogar, mas ganhar e saber o que fazer com a vitória.

Vamos ao trabalho, com humildade e determinação e que Deus nos ilumine.

 

                                                                                                                                  Celso Bernardi

Presidente do PP/RS