Ferrovia Norte-Sul: estudo de viabilidade será assinado dia 30



 

O estudo de viabilidade técnica do trecho Sul da Ferrovia Norte-Sul será assinado no próximo dia 30 de novembro. A garantia foi dada nesta quarta-feira (14) pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e pelo presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, em reunião realizada com a Frente Parlamentar das Ferrovias.

Para o vice-líder do PP na Câmara, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), este é mais um passo fundamental para a concretização do sonho de reativação das linhas férreas no Rio Grande do Sul. “A partir da realização do estudo, saberemos com certeza qual o roteiro mais adequado”, comemorou o parlamentar. Partindo do município de Panorama (SP) e chegando até o Porto de Rio Grande (RS), a Norte-Sul cruzaria pela região Oeste do Estado. Um dos traçados possíveis prevê a passagem dos trilhos por Erechim, Passo Fundo, Roca Salles, Triunfo, Camaquã e Pelotas. Também estão em debate outras alternativas de traçado.

Vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias, Jerônimo ressaltou que a malha terá ampla utilização, ou seja, sem monopólio na sua exploração. Pelo modelo escolhido, a concessão vai ser feita de forma que o concessionário constrói, mantém e garante a capacidade de circular os trens. O governo garante a compra de toda a capacidade de tráfego e a coloca no mercado por um preço reduzido. O Rio Grande do Sul também deve ter outra importante ligação ferroviária com o Brasil. Além da ferrovia Norte-Sul, será acrescentada a ligação com São Paulo via litoral. A ferrovia litorânea terá sua primeira licitação em 2013, no trecho até São Paulo.